322

CUIDADOS COM A ALIMENTAÇÃO PARA QUEM TEM GASTRITE

Cuidados com a alimentação para quem tem gastrite.

Tem como prevenir e tratar a gastrite. Basta escolher os alimentos certos.
 

 

Quem nunca ouviu um amigo, familiar ou conhecido chiar que está com gastrite? A pior situação é quando você é surpreendido e ouve do médico que está com gastrite. Muitas questões chegam sobre como deve ser a alimentação para prevenir e cuidar dos sintomas da gastrite. Confira as respostas abaixo:

 

1- Quais alimentos devem ser evitados por quem sofre de gastrite? Por quê?
Os alimentos que devem ser evitados são aqueles que favorecem a secreção de ácido gástrico ou que irritam a parede do estômago. Esses alimentos são:
– cafeína: café, chás e refrigerantes à base de cola;
– bebidas alcoólicas;
– condimentos e temperos: qualquer tipo de pimenta, páprica, curry, vinagre, alho;
– alimentos que fermentam: couve-flor, rabanete, pimentão, repolho, feijão, brócolis, açúcar refinado, farinha de trigo refinada;
– alimentos ricos em gorduras: embutidos (salame, mortadela, presunto gordo, salsicha, linguiça), alimentos fritos ou preparações ricas em gorduras.
– evitar a ingestão de leite puro, pois ele contribui para aumentar a acidez;
– frutas cítricas: laranja, limão, abacaxi, kiwi, acerola.

 

2- Eles devem ser evitados sempre ou apenas quando as crises são desencadeadas?
Nas crises agudas esses alimentos devem ser excluídos da alimentação. Quando não há mais nenhum tipo de desconforto e a crise já foi controlada, a alimentação deve ser normal, adequada de acordo com o perfil do paciente. Alimentação normal não deve ser confundida com excesso ou ingerir tudo o que se deseja. Ela deve ser equilibrada e adequada às características do paciente evitando excesso e fornecendo os nutrientes na quantidade recomendada.3- Quais alimentos não podem faltar no cardápio de quem tem gastrite?
A alimentação – como dito acima – deve ser de acordo com as características e preferências alimentares do paciente. Ela deve ser variada, incluindo todos os grupos alimentares, dando preferência para os alimentos saudáveis com baixo teor de gorduras e carboidratos refinados como, por exemplo, doces, massas, pães.

 

4- Além dos alimentos em si, quais hábitos alimentares podem intensificar a inflamação do estômago?
A falta de uma alimentação regrada, contendo exageros como o excesso de doces, massas e gorduras podem colaborar para o surgimento dos sintomas da gastrite. Além disso, jejuns prolongados também estimulam a irritação da mucosa gástrica, levando aos sintomas característicos da gastrite (dores, náuseas, vômitos).

 

5- Por outro lado, quais hábitos alimentares são recomendados para quem tem gastrite?
Os hábitos recomendados são exatamente o oposto dos descritos acima, ou seja:
– uma alimentação com baixa quantidade de gorduras,
– evitar os alimentos que estimulam a secreção de ácido gástrico ou irritam a mucosa gástrica;
– não ficar mais do que quatro horas sem se alimentar.

 

6- O cardápio diário pode influenciar no desenvolvimento da gastrite?
A gastrite pode ser causada por múltiplos fatores como uso de medicamentos, ingestão de substâncias corrosivas, infecções, tratamentos cirúrgicos e comportamentais (stress, por exemplo).
Entre os alimentos, a ingestão excessiva de bebidas alcoólicas está relacionada com o desencadeamento da gastrite. Entretanto, seguir uma dieta adequada e equilibrada serve como um fator de prevenção para o surgimento da gastrite. Mas, como dito acima, a gastrite tem múltiplas causas e uma alimentação balanceada não é certeza de que a gastrite não irá se desenvolver.7- As bebidas alcoólicas também influenciam de alguma forma? Como?
A ingestão excessiva de bebida alcoólica está relacionada com o desenvolvimento da gastrite, pois ela aumenta a secreção de ácido gástrico que pode danificar a mucosa gástrica.

 

 

Roberta Stella
Nutricionista responsável
CRN3 9788

Existem 2 comentários

  1. Silvani Soto

    Eu não concordo que o limão deve ser evitado na gastrite, porque a partir do momento em que o ingerimos ele se torna alcalino, e ao contrário do que dizem ele é ótimo para refluxo, gastrite, azia!!
    Eu falo isso por experiencia própria!!
    Foi um santo remédio!!

  2. Benedito Luiz Oliveira Sandrini

    Todas as vezes que tenho há necessidade de um algum anti-flamatório, sinto um sintoma de mal estar no estomago, como posso evitar este mal através de uma fruta ou mesmo até uma alimentação mais leve, gostaria de alguma ajuda. No aguardo, até breve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *