Frutas1 300×166

AS FRUTAS PERDEM QUANDO VOCÊ PROCESSA DEMAIS

Evidentemente é melhor comer a fruta fresca e madura porque é aquela que proporciona a maior quantidade de vitaminas e flavonoides antioxidantes, mas mesmo assim, vamos contar pra vocês como são os processos mais comuns de processamento das frutas.

As frutas podem ser submetidas a diversos processos para facilitar o seu consumo, aumentar os prazos de conservação ou serem preparadas para usos específicos.

Todos estes processos implicam numa perda de vitaminas e flavonoides, que são as substancias mais instáveis.

Os carboidratos e os minerais não são afetados normalmente.

Conheça aqui os 7 processos mais comuns que aplicamos às frutas e seus prejuízos mais comuns:

DESCASQUE:

Quando é retirada a casca ou a pele de um fruto, perde-se uma parte importante das suas vitaminas, mas também se eliminam os pesticidas e outros elementos contaminadores que possam existir na superfície.

FRAGMENTAÇÃO:

Quando a fruta é cortada em pedaços algumas células se rompem com a consequente liberação das vitaminas. Quando estas vitaminas entram em contato com o ar elas oxidam e ficam desativadas.

Esta informação é importante para que você saia que o melhor é partir a fruta sempre no momento imediatamente anterior ao que for servir.

DESSECASSÃO:

Tradicionalmente secavam-se as frutas ao sol e ao ar, mas atualmente a maior parte das frutas dessecadas é produzida em tuneis de ar quente e seco.

Neste processo a fruta perde uma quantidade significativa de Provitamina A e Vitamina C.

Algumas empresas usam o sulfito de sódio para evitar que as frutas secas mais claras escureçam. O Sulfito ajuda a reduzir a perda destas vitaminas, mas destrói toda Vitamina B1e, se muito concentrado, pode provocar alergias.

CONGELAMENTO:

As frutas congeladas e depois descongeladas conservam muito bem o seu aspecto e sabor originais.

A perda nutricional também é pequena comparada a outros processos, conservando índices positivos de conservação da Provitamina A, das vitaminas do complexo B, de niacina e da vitamina C

ENLATAMENTO:

Com a aplicação de calor e açúcar antes do envase, procura-se destruir os micro-organismos que acabariam por estragar as frutas enlatadas.

As perdas no processo de enlatamento são bastante significativas. 

DOCES E GELEIAS:

As perdas de nutrientes em doces e geleias são parecidas ao processo de enlatamento, devido principalmente ao cozimento da fruta.

As perdas de flavonoides ainda não foram bem avaliadas, mas os primeiros resultados já mostram que passam de 50%.

Além disto, outro problema é a adição de açúcar refinado, deixando as frutas pouco saudáveis.

SUCOS:

Os sucos são tão ricos e possuem uma realidade tão marcante nas casas das pessoas que vamos fazer um “post” exclusivo pra eles. Acompanhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *